Revista científica publica manual de política de uso de redes sociais

DIVULGA CIÊNCIA

Germana Barata

Kexino.com/Creative Commons Kexino.com/Creative Commons

As revistas científicas, há séculos, comunicam para pares, especialistas, mas cada vez mais atentam para a importância de ampliar este diálogo com outros públicos. Nada melhor do que enfocar nas redes sociais, hoje consideradas estratégicas para uma efetiva comunicação em massa.

Falar para um público maior significa atrair leitores que antes ficavam restritos aos círculos de especialistas de uma área específica, potencialmente atrair mais submissões, aumentar as chances de leitura dos artigos publicados nas revistas, bem como promover uma ponte com a sociedade em geral, por exemplo, trazendo análises sobre temas contemporâneos que dizem respeito a área de atuação da publicação.

Dentre as inúmeras redes sociais, as mais populares no Brasil são o Facebook, usada por 83% dos internautas, o Whatsapp (58%), o YouTube (17%) e o Instagram (12%) segundo a Pesquisa Brasileira de Mídia 2015: Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira. Fazer…

Ver o post original 490 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s